terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Pesto de Couve

É sabido por quem visita o blogue que eu adoro pesto.
O tradicional de manjericão e pinhões, de rúcula e caju, de agriões e amendoins, de espinafres e pinhões, e porque não de couve?
Couve e amendoins – um pesto à portuguesa, com os verdes do Inverno. :)

Photobucket

50g de queijo da ilha
40g de amendoins
100g de couve cozida
2 dentes de alho
80g de azeite
Sal e pimenta

_________________________________________
thermomix_bimby

Triture o queijo na vel 9.
Adicione os alhos, os amendoins, a couve, sal e a pimenta (ter em atenção que o queijo e os amendoins já têm sal).
Triture 5 seg, vel 9, baixe os resíduos das paredes do copo com a espátula e repita mais vez, até obter uma pasta homogénea.
Ligue na vel 5 e vá deitando o azeite em fio na tampa, com o copinho colocado.
Rectifique os temperos.
Conserve num frasco fechado no frigorífico.

tradicional

Triture o queijo numa picadora ou à mão, com um ralador.
Adicione os alhos, os amendoins, a couve, sal e a pimenta (ter em atenção que o queijo e os amendoins já têm sal).
Triture tudo até obter uma pasta homogénea.
Junte o azeite e triture novamente.
Rectifique os temperos.
Conserve num frasco fechado no frigorífico.

20 comentários:

  1. una ottima idea, deve essere buonissimo!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela sugestão!!! Qualquer dia tenho o teu blog completamente arquivado com receitas para experimentar!!! :DD

    ResponderEliminar
  3. Gasparzinha,
    e que tal o pesto, o que achaste do resultado?

    ResponderEliminar
  4. Eu gostei imenso deste pesto, e com tantas couvinhas lá em casa vou ter mesmo que experimentar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Su, gostei muito.
    Aqui no No Soup só partilho receitas de que gosto, muito! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia esta versão e adorei a proposta ♥

    ResponderEliminar
  7. Garparzinha eu já vi no teu blog imensas receitas de pesto, mas nunca fiz nem sei bem o que é :) come-se como se fosse um patê ou é um condimento para se cozinhar posteriormente?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Mónica, é um molho que tem variados usos: para servir com sopas, para rechear folhadinhos e principalmente para servir com massas. Se pesquisares aqui no blogue no separador dos molhos vês lá algumas utilizações. E amanhã vai aparecer por cá outra. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Olá Gasparzinha
    Já fiz algumas das suas receitas de pesto e adorei. O meu problema é que não consigo gasta-lo todo de repente e depois de alguns dias tenho receio de o usar. Como faz para o conservar?
    Bj Caty

    ResponderEliminar
  10. Caty, guardo no frigorífico, num frasco fechado hermeticamente, e cubro o topo da mistura com um fio de azeite.

    ResponderEliminar
  11. Fantástico!!! Tenho sido "invadida" por tanta couve nos últimos tempo que nem sei o que fazer com elas ;) Excelente sugestão!

    Beijinhos,
    Carlota

    P.S A gelatina do último post estava tão linda mas tão linda que deve ter sido um pena meter-lhe a colher ;)

    ResponderEliminar
  12. Mais uma das tuas receitas de pesto, e desta vez com couve, não me lembraria nunca de o fazer, mas se fizeste é porque é bom de certeza.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. Conheci seu blog quase agora e já estou encantada!! Tantas delícias aqui, já estão indo para a lista de coisas para testar, comer e ser feliz!!!
    Parabéns :)
    Lindo blog!
    E adorei a ideia de pesto de couve, adoro couve, de tudo que seja jeito, e em pesto ainda... com certeza será testado!

    Já estou te seguindo.

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Quanto tempo achas que dura no frigorífico?

    ResponderEliminar
  15. Argas num frasco esterilizado, com uma camada de azeite por cima, dura à vontade 1 mês. Mas quanto mais fresco, melhor. Uma solução, quando faço em mais quantidade para aproveitar ingredientes da horta, é congelar. :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. "...um pesto à portuguesa????...". Isso não existe !Em portugal às ervas pisadas dá-se o nome de piso. Nunca pesto. Mas sim PISO. PISO... E adorei a combinação. O piso é uma conserva portuguesa. É a base da nossa açorda.
    Um beijinho
    Ana Cristina Lebre

    ResponderEliminar
  17. Ana Cristina, como é óbvio, aqui no blogue dou o nome que me apetecer, até porque faço muitas vezes pequenos trocadilhos com as receitas.
    Para mim o pisto não leva frutos secos, mas tb aqui, a liberdade de interpretação leva-nos por onde a mão nos conduz. :) Tal como em Itália, onde os pestos variam tanto de região para região e se prestam a muitas combinações.
    Eu gosto de tudo: pestos, pistos, à portuguesa ou seja à moda do que for. Para mim ervas pisadas é sempre coisa boa. :))
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Olá bom dia Gasparzinha

    Ai! A gastronomia e os nomes... Açordas /migas...Piso e pesto . Enfim. Estava a defender o desgraçado do piso.
    Dá-se o nome de piso , devido ao procedimento usado para se obter essa pasta ou molho, ou seja pisar num almofariz, todos os ingredientes. E há pisos com 3 , 4 , 5 ervas com/sem frutos secos e queijo ralado. São pisos inovadores. O que lhe estou a dizer vem da tradição oral ou da tal de sabedoria popular. Mas também estás escrito em vários livros.
    Agora já sabe que pode chamar às ervas pisadas Portugal,num almofariz, PISO....
    O blogue é excelente. E gostei tanto desse piso ; ou como diz no blogue e vou citar :- "pesto à portuguesa" que vou fazer ! Maravilha. Faça lá mais ervas esmagadas PISADAS ... Tudo o que e sai daqui é sempre bom ;)

    Um beijinho
    Ana Cristina Lebre

    P.S Vou chamar-lhe PISO da Gasparzinha ;) ahahahha!

    ResponderEliminar