terça-feira, 7 de Junho de 2011

Risotto de Beldroegas e Tamboril

Lembro-me bem da primeira vez que comi beldroegas. Foi num Verão inesquecível, como são inesquecíveis todas as grandes aventuras que se vivem aos 13 anos.
O entusiasmo de pela primeira vez ir passar uns dias de férias longe de casa, na companhia da minha amiga Inês, foi maior que tudo. Lembro-me do portão da casa da avó, do quarto onde os REM tocavam sem parar, dos banhos de sol com a pele molhada, e da sopa de beldroegas.
Bravias, apanhadas ao fim da tarde, as beldroegas conquistaram-me logo pelo nome, depois pelo sabor, e para sempre pelas memórias. E quando na Primavera as começo a ver chegar às bancas, nunca resisto a um belo molho. Nem tento! :)
Pego nele, coloco REM a tocar e deixo que uma sopa tão simples me faça viajar no tempo.
Mas porque há mais vida nas beldroegas para além das sopas, venham também as saladas e porque não, um risotto.

If you believed they put a man on the moon, man on the moon…

Photobucket

Risotto de Beldroegas e Tamboril

Para 2 pessoas:

1 cebola
2 dentes de alho
Azeite
½ molho de beldroegas
200g de lombo de tamboril, cortado em cubos
100g de tentáculos de lulas
50g de vinho branco
500g de caldo de peixe, caseiro
Sal e pimenta
150g de arroz carnaroli, próprio para risotto
1 colher sopa de manteiga
40g queijo da ilha ralado

_________________________________________

thermomix_bimby

Arranje as beldroegas, separando as folhas e corte os tentáculos das lulas em pedaços. Reserve.

Coloque no copo a cebola e o alho: 5 seg, vel 5.
Junte o azeite: 5 min, temp varoma, vel 1.
Adicione as lulas e as beldroegas e refogue 5 min, temp 100º, vel colher inversa.
Adicione o caldo de peixe, o vinho, o arroz e o tamboril e tempere com sal e pimenta: 16 min, temp 100º, vel colher inversa.
A meio do tempo programado envolva com a ajuda da espátula.
Adicione a manteiga, o queijo ralado e programe 2 min, temp 100º, vel colher inversa.
Deixe repousar uns 2 minutos e sirva de imediato.

tradicional

Arranje as beldroegas, separando as folhas e corte os tentáculos das lulas em pedaços. Reserve.
Aqueça o caldo de peixe.

Refogue no azeite quente a cebola e o alho picados.
Adicione as lulas e as beldroegas e deixe cozinhar uns 5 minutos, em lume médio.
Junte o arroz e frite ligeiramente. Acrescente o vinho e os temperos e deixe que levante fervura e o álcool evapore.
Deite o peixe e aos poucos, vá adicionando o caldo, esperando que o arroz o absorva e só então colocando mais, mexendo sempre. Este processo de cozedura do arroz demora entre 18 a 20 minutos.
Apague o lume e envolva o queijo e a manteiga.
Deixe repousar uns dois minutos e sirva de imediato.

17 comentários:

  1. Adorei! Melhor não podai ser. Imagino uma explosão de sabor a Verão em cada garfada. E as fotos do post anterior? São para semear pensamento invejosos na minha mente trabalhadora e concentrada, são? Isso não se faz! :) Um beijinho e boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Amiga, hoje ao almoço há sopa de beldroegas! Esse risotto conquistou-me e será testado quando chegar cá a casa um novo molho delas. : )
    beijocas grandes

    ResponderEliminar
  3. REM, não foste a única a ouvir vezes sem conta.
    Beldroegas, nunca comi, mas o teu risoto conquistou-me!!

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Susana sai um molho de beldroegas para o Norte sff :) aqui não temos ou pelo menos eu nunca vi, mas gostei desta sugestão e troco as beldroegas por outro legume :) ta feito! :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Nunca comi beldroegas, mas assim fico com vontade de provar. Tenho de implorar à avó Zefa que faça alguma coisa com elas da próxima vez que for a terras do Além Tejo. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Posso pedir uma foto das beldroegas?

    São mesmo as Portulaca oleracea?

    É que com o ácido salicílico devem fazer arder um pouco o estômago, ou estarei errado?

    Cumprimentos,

    ResponderEliminar
  7. Anónimo, são sim. A mim nunca me deram problemas de estômago, pelo contrário. É mt rica em omega 3 e ajuda a prevenir doenças como o colesterol alto e a diabetes.

    ResponderEliminar
  8. É impressionante como associamos sempre certos pratos a momentos especiais da nossa vida. Assim comer vale a pena.
    Bj~patrícia

    ResponderEliminar
  9. Ora aqui está mais uma receitinha com beldroegas, que eu gosto tanto!! Por aqui ainda não as vi, mas assim que encontrar faço este risotto, ai se faço
    Beijocas grandes

    ResponderEliminar
  10. Na minha infância comia as beldroegas numa sopa deliciosa e de que guardo boas lembranças pelo seu sabor sofisticado hoje derreti-me com o teu risotto...obrigado por partilhares,

    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  11. Pena cá ser difícil de encontrar, pois o teu pratinho está demais.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Sonho, sonho com sopa de beldroegas. E tb me lembro perfeitamente da pimeira vez que a provei, do aroma e sabor do queijinho de cabra a derreter no caldo... Deixaste-me inspirada com esta receita, uma maravilha.

    ResponderEliminar
  13. Também gosto muito, mas eu é mesmo desde pequena :) O risotto deve ser tão bom! bjinho

    ResponderEliminar
  14. Com este risotto convenceste-me a fazer beldroegas. Nunca fiz e tenho tantas no verão que deito fora, pois estragam a relva toda. Quando fores à quinta ofereço-te uma braçada enorme. Tens é de apanhar no meio dos mergulhos =)
    beijinhos e até breve

    ResponderEliminar
  15. Carocas, vou aceitar. E vamos colhê-las juntas para as usarmos numa bela salada! :))
    O meu pai disse-me ontem que tb já apareceram lá na horta, fiquei toda contente.
    Beijo grande. :)

    ResponderEliminar
  16. Olá, Gasparzinha! :-)

    A minha primeira experiência com as beldroegas aconteceu o ano passado. Um amigo falou-me da sopa de beldroegas de uma forma quase poética e tão apaixionada que eu tentei saber o que era. Encontrei-as numa feira. Estava acompanhada do meu pai. Ele quando me viu pegar num molho de beldroegas para comprar começou a rir e disse-me, para meu embaraço total, que lá na terra as havia aos montes e que era considerada uma erva daninha. :-) Eu nunca tinha reparado...

    E foi assim que no Verão experimentei uma série de receitas com beldroegas (incluindo a sopa) e me apaixonei por elas. Mas um risotto ainda não experimetei. Este tem um óptimo aspecto. Vou copiar na cozinha cá de casa. ;-))

    Beijinhos.

    ResponderEliminar