quinta-feira, 31 de Março de 2011

Tarte Folhada de Espargos, Bacalhau e Alheira

Pode parecer trabalhoso, mas fazer massa folhada em casa requer apenas tempo. Nem sequer é tempo efectivo de trabalho, mas tempo para a massa ir descansando no frigorífico durante o processo. É essencial.
No fim, o resultado é recompensador: uma massa folhada cheia de sabor.
Lembro-me bem do susto que me deu a primeira vez que fiz, quando percebi a quantidade de manteiga que leva… Mas vale o mal que faz, pelo bem que sabe. De quando em quando. :)

Faço sempre quantidade suficiente para várias receitas. Com a massa que sobra, estendo-a sobre papel vegetal, enrolo assim mesmo e congelo para usos futuros.
Quando, como neste caso, preciso de massa folhada, basta descongelar e abrir. Muito prático. Recheei, enrolei e entartei. :) Na verdade, gosto de fazer estes rolos tortos que depois mais parecem tartes. Gosto do aspecto descuidados e tosco. Gosto.

Espargos, já temos espargos! E hoje até temos sol de Primavera. Tudo a combinar. :)


Photobucket

Tarte Folhada de Bacalhau e Alheira com Espargos

Massa folhada
1 cebola
1 dente de alho
Azeite
180g de migas de bacalhau demolhado* (uso paloco)
100g de espargos frescos
100g de alheira
1 colher sopa de farinha
80g leite
Sal e pimenta
Sementes de sésamo

_________________________________________

thermomix_bimby

Coloque o alho e a cebola no copo: 5 seg, vel 5.
Junte o azeite: 5 min, tep 100, vel 1.
Enquanto isso, arranje os espargos. Quebre a extremidade mais dura e depois corte-os em pedaços de 0,5 cm. Retire a pele da alheira e corte-a em pedaços.
Adicione ao refogado o bacalhau, a alheira e os espargos: 8 min, temp 100, vel colher inversa.
Junte a farinha, o leite e os temperos: 2 min, temp 100º, vel colher inversa. Deixe arrefecer.

Estique a massa folhada, distribua o recheio e forme um rolo largo. Ajeite o rolo numa forma de tarte pequena, salpique com sementes de sésamo e leve ao forno até dourar.
Acompanhámos com salada de folhas verdes.

tradicional

Pique o alho e a cebola e refogue-os em azeite.
Enquanto isso, arranje os espargos. Quebre a extremidade mais dura e depois corte-os em pedaços de 0,5 cm. Retire a pele da alheira e corte-a em pedaços.
Adicione a farinha e mexa até cozer.
Depois junte o bacalhau, a alheira e os espargos e cozinhe por uns 10 minutos.
Adicione o leite e os temperos e deixe em lume brando por uns 5 minutos, até que o molho encorpe. Deixe arrefecer.

Estique a massa folhada, distribua o recheio e forme um rolo largo. Ajeite o rolo numa forma de tarte pequena, salpique com sementes de sésamo e leve ao forno até dourar.
Acompanhámos com salada de folhas verdes.

_________________________________________

Notas:

* O bacalhau é uma das espécies de peixe que se encontra em grave risco de extinção. Em receitas que pedem bacalhau desfiado, substituo sempre por paloco.

- Pode duplicar as quantidades, pois as que usei foram para uma tarteira pequena.

14 comentários:

  1. Amiga, a foto do interior da tarte está de babar.Muito bom!!!

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Uma sugestão deliciosa e cheia de sabor.

    ResponderEliminar
  3. Ontem fiz mas foi massa quebrada, tão fácil que faz impressão :-))

    O meu jeitinho com o rolo da massa é que assusta, he he!!

    Bem boa a tua tarte!

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Que delicia!
    Sim, a massa folhada dá um bocadinho de trabalho, mas é como tu dizes, é compensador!

    Andamos todos a regalar-nos com tartes com espargos!
    Ficou maravilhosa com o bacalhau Susaninha!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. O comment anterior de alunos é meu... Tava logada com o da faculdade ;) beijooo*

    ResponderEliminar
  6. Ficou uma deliciosa tentação esta tarte e VIVA A PRIMAVERA!!
    Obrigado por partilhares mais uma receita fantástica,

    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  7. Nossa, que excelente aspecto! Essa foto do interior então... fiquei com água na boca. Parece uma delícia. Beijinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Susana ando arranjar uma vaga no congelador lá de casa para me aventurar na massa folhada :) e de seguida vem logo esta tarte :)

    Esse interior esta um must :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. A minha Avó paterna dizia muitas vezes essa frase!
    A tarte ficou de babar e como em tudo o que é caseiro nem se compara.
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  10. Hum que bela tarte. eu por acaso estar a fazere a massa e que nao me estou a ver lol
    mas a preguiça tem de ser posta bde lado as vezes para termos um belo petisco.,
    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. O que me assusta mesmo é a quantidade de manteiga mas hei-de ganhar coragem e fazer em casa. Ao fim e ao cabo, a comprada contém coisas bem piores que a quantidade de manteiga :) Aqui está um dia de Primavera autêntico mas amanhã já dá descida de temperatura.

    ResponderEliminar
  12. Gosto tanto de tartes e gostava muito de ter coragem de fazer massa folhada em casa.. sempre ouvi dizer que era difícil e que era preciso uma manteiga qualquer especial... esta tua ficou óptima com um aspecto bem caseiro. Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Que bonita tarte!
    Apetece mesmo experimentar.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  14. Uma fatia dessa tarte a juntar ao creme de ervilhas que tenho para o almoço era só o que eu queria! Óptimo aspecto amiga!
    beijinho

    ResponderEliminar