quarta-feira, 16 de outubro de 2013

O pão cá de casa.

Hoje celebra-se o dia Mundial da Alimentação e também o Dia Internacional do Pão.
Numa iniciativa que me foi apresentada há anos pela Moira, escrevo desde então, sempre neste dia, um post a partilhar umas das coisas que mais prazer me dá fazer na cozinha, pão caseiro.

 photo 2_zps4c284187.jpg 
Fui ver aos arquivos qual tinha sido a última receita de pão aqui partilhada. E não é que foi a do ano passado, por esta mesma altura? Não quer isto dizer que tenha deixado de “padeirar”, mas tomando por base as minhas receitas favoritas, vou sempre experimentando versões diferentes que nem sempre chegam aqui ao blogue.

A bem da verdade, depois do Pão de Limão em 2009, dos Parrameiros de Mafra em 2010 e dos Bolinhos da Aldeia Entrançados em 2011, o Pão de Cenoura e Laranja do ano passado é mesmo um dos meus posts favoritos do No Soup.
O sabor do pão para mim é tudo o que lá escrevi, tão vivido e representado nas fotos que ilustram as minhas palavras.
O que dizer depois disso? O que acrescentar à descrição sempre mágica dos prazeres de amassar e comer pão...

 photo 1_zpsd9ae2da4.jpg 
Fica então o poema. É sempre uma boa escolha acrescentar um poema. E fica também, claro, mais uma receita.
Faço este pão inúmeras vezes cá e casa e foi o que levei também para os showcookings de apresentação do meu livro Velocidade Colher. Com o paté de sardinha e iogurte que o acompanhava, ficaram sempre apenas as migalhas. ☺

Experimentem acrescentar à vossa vida o sabor de fazer pão em casa.
Vão ser certamente dias felizes!

  photo 3_zps256632bb.jpg 

Pão de mistura cá de casa

360 g de água
11 g fermento fresco de padeiro ou 1/2 colher sopa de fermento biológico seco (5 g)
½ colher chá de sal
300 g farinha de trigo T65
200 g de farinha de centeio
Raspa de 1 limão

Aqueça ligeiramente a água apenas para que fique morna e depois num recipiente grande, dissolva o fermento e o sal.
Mexa, junte as farinhas e raspa de limão e continue a mexer a partir do centro com uma colher de pau, até que toda a farinha das bordas fique incorporada.
Deixe levedar cerca de 2h, tapado, à temperatura ambiente.
  photo 4_zpsf4f9b73b.jpg 
Numa superfície polvilhada com farinha, amasse e forme uma bola, rodando a massa nas mãos e ajeitando as bordas para baixo.
Coloque sobre um tabuleiro ou numa forma de pão forrados com papel vegetal. Deixe levedar destapado durante 40 minutos, mas não espere que cresça muito, pois isto só acontecerá mesmo no forno.

Pré-aqueça o forno a 240ºC .
Polvilhe o pão com farinha e use uma faca de serrilha para fazer uns cortes decorativos.
 Coloque o pão na parte mais baixa do forno e deixe durante por 30 a 40 minutos.
Estará cozido quando ao bater no fundo da forma ouvir um barulho oco.
Retire, aguarde uns minutos para desenformar e deixe o pão arrefecer sobre uma grelha.
  photo 5_zps32d8ece4.jpg

40 comentários:

  1. Respostas
    1. É mesmo isso, Marisa. Do mais simples que há. E de comer uma fatia atrás da outra ;) Bj*

      Eliminar
  2. Excelente participação!
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostaste Susy! Pão a perfumar a casa é sempre um bom pretexto para participar, não é? :) Bj

      Eliminar
  3. Que lindo pão. (Adorei o poema.)

    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana. Há coisas que combinam sempre, pão quente e poemas a mim inspiram-me os dois coisas boas ;) Bj

      Eliminar
  4. Bonito o poema (gosto de poesia) e belíssimo o pãozinho....
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigrada Azeitona. Sempre gostei tanto deste poema e lembrei-me que calhava mesmo bem hoje, tão bem acompanhado com um pãozinho como este. Bjs

      Eliminar
  5. este pão tem um aspecto rústico e consistente...adoro! mas também fiquei de olho em algumas das receitas dos post passados ;))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como mais gosto do pão caseiro, sem grande vontade de ser bonito, mas com muita vontade de ser bom. lol Hoje enquanto revi as receitas dos outros anos tb fiquei com água na boca. Os parrameiros vão chegar ao forno um dia destes, fiquei cheia de vontade de fazer, há um bom tempo que não faço. :) Bj

      Eliminar
  6. Que pão maravilhoso *.*

    Um grande beijinho,



    All about Lady Things ♡



    PS. Não percas o meu novo post (com uma receita fácil e deliciosa)  AQUI  :) ♡




    ResponderEliminar
  7. Um pão de sabores de todos os dias, um pão rústico e de fatias.
    Que bom que é fazer o nosso pão. Biejinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é mesmo dos que calha bem a qualquer hora, seja com o que for. E o cheirinho quando está no forno, dos que chama mesmo pela manteiga. :) Bj

      Eliminar
  8. Comemos sem fartar, como diz o poeta :) Tão verdade, tão bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes do que é que eu tenho saudades? De comer até fartar contigo! :) Saudades tuas Ameixinha ;) Bj*

      Eliminar
  9. Belíssimo post, minha amiga. E esse pãozinho é uma delícia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Moira, lembro-me tão bem do primeiro ano em que participei motivada por ti! ;) ;) Como o tempo passa... Obrigada sempre pelo entusiasmo que partilhas pela iniciativa. Bj grande*

      Eliminar
  10. Simples! De certeza uma bela delicia com manteiguinha! ui, que beleza! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Rute, é mesmo de não se conseguir parar! ;) Beijos

      Eliminar
  11. Concordo e subscrevo as tuas palavras Susana! Sabe tão bem fazer e comer o nosso pão caseiro! E quando fica assim, com um ar rústico e nada artificial, melhor ainda. Adorei este pãozinho e vou levar a receita comigo. ;)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem que ser assim Célio. Como faço pão por rotina, gosto dele o mais simples possível e com sabor e cara daquilo que é, feito em casa. :) Uma delícia mesmo o cheirinho que se vai espalhando e anunciando o momento das fatias prontas a comer. Bjs*

      Eliminar
  12. Gosto tanto do ritual de fazer pão, é algo que já está na minha rotina e não vivo sem isso. O teu ficou tão bonito e apetitoso! Parabéns pelo blog e pelas fotos maravilhosas! beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso, torna-se parte dos hábitos, é um ritual que acrescenta sempre. ;) Obrigada pela visita. Bjs

      Eliminar
  13. Simples, para que não haja desculpa para não fazer pão em casa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Ondina, havendo fermento e farinha em casa, há pãozinho bom sem muito trabalho. Bj*

      Eliminar
  14. Fazer pão em casa é mesmo uma sensação fantástica, como se de nós saísse uma obra prima.
    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não, pão feito por nós é sempre pãozinho perfeito, fique ele como ficar! ;) ;) lol Bj*

      Eliminar
  15. Ficou com um ar rústico delicioso. Que bem me sabia uma fatia para o meu pequeno almoço!
    Ontem perdi-me por uma focaccia...foi o pão que escolhi para participar neste world bread day.
    Posso levar a receita? Tem tão bom aspecto!

    Beijinhos
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto tanto de focaccia, vou espreitar a tua Sílvia. :) Obrigada pela visita. bjs

      Eliminar
  16. Tão lindo o teu pão Susana, tão rico em textura e certamente em sabor !
    Foi uma belíssima contribuição para o WBD ! :)
    E as vezes em que já folheei o teu "Velocidade Colher" ... ;)

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que comentário tão bom de ler!! Obrigada ;) Bj*

      Eliminar
  17. Olá Susana
    Esse pão está com um excelente aspeto e gostei muito da raspa de limão, da próxima experimento também

    Bjokas
    Sabores leves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lena :) Eu gosto muito do aroma dos cítricos no pão, fica delicioso quando depois acompanhados com queijo ou manteiga. Experimenta sim, espero que gostes. Bj*

      Eliminar
  18. Olá querida Susana ainda não conhecia o teu blogue mas fico já seguidora:)

    Este pão está uma delicia adora pão se pudesse comia pão a toda a hora:P

    Convido te a conhecer o meu blogue

    Um grande beijinho

    Vanessa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vanessa, obrigada pela visita e pelo comentário tão simpático. Vou sim conhecer tb o teu blogue.
      Bj*

      Eliminar
  19. Olá Susana,
    Se é o pão de casa é de certeza muito bom e pelo que li, fiquei rendida.
    Gosto de pães com farinha de centeio e este ficará com certeza nas minhas notas
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isabel. Tb gosto muito do sabor que a farinha de centeio acrescenta ao pão, cá em casa usmo muito. Beijo, Susana

      Eliminar
  20. Beautiful photos and wonderful loaf of bread! Obrigado por participar na World Bread Day 2013!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much Zorra for your nice comment and specially for this wonderfull movement! Looking foward to participate again next year. :)

      Eliminar