quarta-feira, 6 de abril de 2011

Favetta

Estamos lá. Em plena época de tudo o que é verde, viçoso e colorido.
Por aqui as favas chegaram cheias de boas intenções e eu faço-lhes o favor de me entreter com elas.
Não podiam ser preparadas de forma mais simples do que esta. Juntei-lhes apenas uma boa companhia e deixei-me ir. Pode ser um acompanhamento para um peixe grelhado, pode ser uma cobertura para uns crostini, pode ser um dip para umas bolachas crocantes.
Pode ser tudo o que rime com Primavera. Tudo o que rime com casa cheia de amigos. :)

Photobucket

Favetta

50g de queijo pecorino
40g de azeite
2 dentes de alho
400g de favas cruas, pesadas já sem a vagem
Sumo de 1 limão
Uma mão cheia de hortelã
Sal e pimenta preta moída na hora

_________________________________________

thermomix_bimby

Coloque o queijo pecorino no copo e pique na vel 9.
Junte os restantes ingredientes e pique até obter uma pasta com textura granulosa: 5 seg, vel 5.
Acerte os temperos e sirva.

tradicional

Desfaça com no almofariz o alho picado, o sal, a pimenta e azeite até obter uma pasta.
Rale o queijo e junte a hortelã, as favas e a pasta. Pique até obter uma pasta com textura granulosa.

_________________________________________

Notas:

- Se quiser servir como crostini, esfregue um dente de alho em fatias de pão caseiro e deite um fio de azeite. Leve ao forno até que torre e depois distribua uma porção de favetta por cima com uma lascas de queijo a guarnecer.

- Pode usar favas congeladas.

10 comentários:

  1. Que óptimo dip para uns nachos!!!Eu nao aprecio favas mas olha que me deu vontade de experimentar....

    bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
  2. Oh Gasparzinha aqui no Norte é a plena época do Azul :)
    Mas gostei muito deste verde do Sul e para mim esta optimo só gosto de favas trituradas, inteiras faz-me confusão tal como as ervilhas :) manias :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. O nome deixou-me hiper curiosa.
    Tive de clickar, apesar da pressa em desligar o pc para ir "à vida"!

    A favetta já não me escapa! Tenho um terreno cheio de favas, à espera do final de Abril para ser colhidas e comidas!

    Biológicas e "selvagem" que crescem sem a intervenção humana, regadas com a chuva de nosso senhor :)
    Vai ser uma favetta espiritual :))
    Beijinhos e obrigada pela partilha.
    Rute

    ResponderEliminar
  4. Não gosto de favas mas estava capaz de dipar estas :-))

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. E' deliziosa questa tua ricetta, ciao :)

    ResponderEliminar
  6. Adoro estas sugestões para o inicio de jantar.
    Ou para ter preparado para os ataques de fim de tarde, agora que os dias estão maiores é bom fazer um lanchinho...

    ResponderEliminar
  7. Apesar da minha ultima ma experiencia com favas... Coitadas eleas nao tiveram culpa nenhuma, mas eu ainda penso que sim; estive internada no hospital 12 dias... ainda nao voltei a comer favas, contorno-as sempre que posso, embora seja estupidez, porque eu adoro favas e estive internada porque uma pedra saiu da visicula e entupiu o canal biliar, e enfim, neste momento ja nem visicula tenho, porque fui operada e ainda nao tive coragem de comer favas... mas olha que vendo esta tua receita de favetta... deu vontade de voltar a comer favas, gostei da sugestao!!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Gostei do nome do post.Estás tu nas 7 quintas, as favas que tanto gostas estão chegando.
    Lá vou eu ter que fazer para o marido. :)

    Bjs

    ResponderEliminar
  9. nao conhecia mas parece ser muito bom vou fazer um dia destes quando houver aqui as favas pois ainda nao ha beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Estava tão bom! Gosto tanto de favas. Saber que estão em estação é uma felicidade. :)))

    Beijo grande e bom fim de semana*

    ResponderEliminar