quarta-feira, 16 de Março de 2011

Pão de Centeio, Iogurte e Sésamo

Porque o dia não começa sem o meu café com leite e uma torrada de pão caseiro, volta e meia lá estou eu a experimentar mais uma receita de pão.
Com centeio, sementes de sésamo e iogurte, não há pão de compra que supere um pão caseiro de miolo fofo e cheiroso.

Depois de arrefecer, corto às fatias e congelo uma parte: pão fresco para toda a semana, à distância de um gesto. :)

Photobucket

450g de farinha de trigo T65
50g de farinha de centeio
320ml de água
2 colheres chá de sal
1 colher sopa de mel
1 colher sopa de azeite
70g de iogurte natural
15g de fermento fresco de padeiro (ou 2 colheres chá de fermento seco)
60g de sementes de sésamo pretas
1/2 colher chá de noz moscada em pó

_________________________________________

thermomix_bimby

Coloque no copo a água, o mel, o azeite o fermento: 2 min, temp 37º, vel 1.
Junte o sal, o iogurte, as farinhas, as sementes e a noz-moscada: 15 seg, vel 6 + 3 min, vel espiga.
Deixe levedar tapado (no copo ou num alguidar) até dobrar de tamanho.

Tombe a massa levedada da tigela para a bancada levemente enfarinhada, suavemente, servindo-se de um rapa-tachos.
Abra levemente a massa num rectângulo, com as mãos. Dobre o lado mais comprido do rectângulo até ao centro e pressione a junção com a base da palma da mão.
Dobre o outro lado da massa até ao centro e pressione novamente.
Dobre ao meio no mesmo sentido e pressione novamente com firmeza com a ponta dos dedos para selar a junção. Esta operação é que permite concentrar a força da massa numa linha dorsal imaginária.
Vire a massa de modo a que a costura fique para baixo.

Coloque a massa na forma e deixe levedar novamente por mais uma hora (até que dobre de tamanho), coberto com um pano.

Pré-aqueça o forno a 250º com um tabuleiro vazio lá dentro.

Quando colocar o pão a cozer, deite no tabuleiro uma chávena de água a ferver para criar vapor e obter uma crosta estaladiça.
Reduza o forno para 220º e coza 10 min e depois mais 30 a 35 min a 200º.

máquina de pão

Coloque a água tépida, o sal, o mel, o azeite, o iogurte, as farinhas e o fermento na cuba da máquina. Seleccione o programa para pão integral. Ao sinal sonoro junte as sementes e a noz-moscada. No final do programa desenforme e deixe arrefecer sob uma grelha.

Se preferir cozer o pão no forno, seleccione o programa “amassar”.
Quando terminar o programa, tombe a massa levedada da tigela para a bancada levemente enfarinhada, suavemente, servindo-se de um rapa-tachos.
Abra levemente a massa num rectângulo, com as mãos. Dobre o lado mais comprido do rectângulo até ao centro e pressione a junção com a base da palma da mão.
Dobre o outro lado da massa até ao centro e pressione novamente.
Dobre ao meio no mesmo sentido e pressione novamente com firmeza com a ponta dos dedos para selar a junção. Esta operação é que permite concentrar a força da massa numa linha dorsal imaginária.
Vire a massa de modo a que a costura fique para baixo.

Coloque a massa na forma e deixe levedar novamente por mais uma hora (até que dobre de tamanho), coberto com um pano.

Pré-aqueça o forno a 250º com um tabuleiro vazio lá dentro.

Quando colocar o pão a cozer, deite no tabuleiro uma chávena de água a ferver para criar vapor e obter uma crosta estaladiça.
Reduza o forno para 220º e coza 10 min e depois mais 30 a 35 min a 200º.

tradicional

Numa taça, desfaça o fermento fresco juntamente com as farinhas, fazendo uma farofa. Junte o sal, a água tépida, o mel, o azeite e o iogurte. Segure na taça com uma mão e misture os ingredientes com a outra por 2-3 min, até que se comece a formar a massa.
Retire a massa para a bancada sem a enfarinhar e comece a trabalhá-la. Coloque as duas mãos por baixo da massa, com os polegares por cima, e estique-a fazendo-a depois cair novamente sobre a bancada, com a parte que ergueu a dobrar por cima da outra.
Vá repetindo este movimento por aproximadamente 5 min até que a massa ganhe mais ar e elasticidade e se solte da bancada. Quando estiver quase no ponto, misture as sementes e a noz-moscada e continue com o processo.
Nesta altura forme uma bola, dobrando os limites para o centro.
Vire ao contrário e deixe repousar na taça enfarinha e tapada com um pano de cozinha até que duplique de tamanho.

Forre uma forma de pão de 30cm com papel vegetal.

Tombe a massa levedada da tigela para a bancada levemente enfarinhada, suavemente, servindo-se de um rapa-tachos.
Abra levemente a massa num rectângulo, com as mãos. Dobre o lado mais comprido do rectângulo até ao centro e pressione a junção com a base da palma da mão.
Dobre o outro lado da massa até ao centro e pressione novamente.
Dobre ao meio no mesmo sentido e pressione novamente com firmeza com a ponta dos dedos para selar a junção. Esta operação é que permite concentrar a força da massa numa linha dorsal imaginária.
Vire a massa de modo a que a costura fique para baixo.

Coloque a massa na forma e deixe levedar novamente por mais uma hora (até que dobre de tamanho), coberto com um pano.

Pré-aqueça o forno a 250º com um tabuleiro vazio lá dentro.

Quando colocar o pão a cozer, deite no tabuleiro uma chávena de água a ferver para criar vapor e obter uma crosta estaladiça.
Reduza o forno para 220º e coza 10 min e depois mais 30 a 35 min a 200º.
_________________________________________

Fonte – Adaptei a receita a partir do blogue da Margarida, o “Figo Lampo”, que a foi buscar ao livro "Aprender a fazer pão - especial, máquina de pão", da colecção 100% sabor Larousse.

27 comentários:

  1. Que lindo e delicioso pão... e mesmo o meu preferido, escurinho, cheio de sementes e fibras!
    Adororamos cá em casa é o nosso pão do dia a dia.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Só de olhar para ele fico com vontade de provar.
    Excelente trabalho ♥

    ResponderEliminar
  3. Ai que rico miolo tem esse pão! Também é geralmente esse o meu pequeno-almoço, e chá, quando acordo muito cedo ;)
    Bjsss,
    Madalena

    ResponderEliminar
  4. Gasparzinha mais um pão tão lindo, sinto aqui o cheirinho :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Mais uma receita de pão anotada! Gosto muito destes pães integrais e saudáveis :)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro pão. É um daqueles amores difíceis de explicar. Posso até não comer muito do dito, mas fico "embasbacada" a olhar para as prateleiras das padarias, para a variedade em farinhas e formatos. Cá em casa quem faz pão caseiro é o L.. E ficam sempre óptimos. Este já fica na lista, à espera de ser feito.
    Obrigada pela partilha.
    Sandra

    P.S. - E este pão embebido no molho de ontem? Também deve ficar uma delícia! ;-)

    ResponderEliminar
  7. Mais uma receitinha de pão deliciosa e que tenho de fazer na minha MFP, tem um aspecto fantástico e essa de congelar era boa mas aqui com 5 esfomeados nem me chega um pãozinho hehehe.

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  8. Esta receitinha vou levar!!!!Tenho de fazer este pãozinho taõ bonito....

    Bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
  9. ja esta anotada no emu caderno de receitas a experimentar muito em breve.
    esta um pao super deliosioso
    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Que aspecto delicioso! Adoro pão com sementes. Vou experimentar...
    Bj

    ResponderEliminar
  11. também não dispenso o meu leite com café pela manhã, e uma torrada desse pão deve ser óptima!! ainda tenho de comprar a margarina!! :)) beijos

    ResponderEliminar
  12. Não consigo resistir a nenhum pão, esse está maravilhoso.

    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Estou mesmo a precisar de fazer um pão, óptima ideia!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Achei interessante a forma como descreveste o amassar do pão à mão. Vou experimentar faze-lo da proxima vez =)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pãozinho a saber a noz moscada deve ser uma delicia.
    E que textura tão apetitosa!!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  16. Também faço pão para congelar e ir comendo, para ser sincera não me lembro da última vez que comprámos pão. Pão com iogurte na massa é uma novidade para mim, fiquei mesmo curiosa!

    bjs

    ResponderEliminar
  17. QUE RICO PÃO , ADORO ELE ASSIM ESCURO.
    BJS

    ResponderEliminar
  18. Nós lá por casa, fazemos o mesmo, há mais ou menos 2 anos que compramos uma máquina do pão e desde então que é rara a vez que compramos pão. Depois de feito partimos às fatias e congelamos,normalmente o meu pequeno almoço e lanche passa sempre pelo café com leite e uma fatia de pão. Já tentei variar mas volto sempre ao mesmo. O único problema é variar nas receitas de pão porque utilizamos sempre aquelas farinhas de compra, nunca fiz nenhum assim com base de numa receita.

    Muito bom blog, acho que vou começar por experimentar algumas daqui. Este com mel deve ser uma delicia. Adoro receitas com mel.

    ResponderEliminar
  19. Se o outro pão já é bom imagino este. Levo-o comigo concerteza. Lá em casa não há dia sem pão. : )
    Obrigada amiga. beijocas

    ResponderEliminar
  20. Your bread is lovely. This is my first visit to your blog. I decided to spend some time browsing through your earlier entries. I am so glad I did that. I really love the food and recipes you feature here. I'll definitely be back. I hope you have a great day. Blessings...Mary

    ResponderEliminar
  21. Com um pão tão bonito e instruções tão precisas, acho que me vou aventurar de novo a tentar fazer pão na Bimby. Obrigada!

    ResponderEliminar
  22. ¡Qué bueno este pan! Me lo guardo.

    Besos,
    Nikk

    ResponderEliminar
  23. Gasparzinha , quando mudei o template do blog sumiram todos os blogues que eu seguia e agora tenho que seguir de novo, achar os blogues e clicar em seguir outra vez...pode???
    Tem alguns que não consigo lembrar de jeito nenhum e fiquei muito triste com isso!
    Manda um pedaço do pão pra me fazer feliz de novo...
    Beijos!

    ResponderEliminar
  24. Por momentos até pensei que também tinhas colocado agriões he he Mázinha eu, mas isto são os comprimidos a falar ;)

    ResponderEliminar
  25. Bom dia Susana, este fim de semana há 2receitas de pão suas que vou experimentar....mas diga-me uma coisa o que é um rapa-tachos????

    micol

    ResponderEliminar
  26. Micol, trata-me por tu. :) O rapa-tachos é apenas um género de espátula para ajudar a puxar a massa, tb se chama de Salazar. Mas não tem importância, nenhuma, podes fazê-lo apenas com as mãos com com uma colher normal.
    Espero que gostes dos pães! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar