segunda-feira, 28 de maio de 2018

Pickles de cenoura fermentados - Probiótico

Quem gosta de pickles, sabe o quanto podem ser viciantes!
Estes são de fermentação natural, o que para além do sabor delicioso, lhes confere toda uma riqueza enquanto alimento probiótico.

A fermentação é um processo que tira partido do crescimento controlado de micro organismos selecionados, capazes de modificar a textura dos alimentos, o sabor e o aroma, como também as suas propriedades nutricionais.
Quando falamos de probióticos vem logo o iogurte à ideia, mas mesmo sem sair dos vegetais, temos tantos outros, como por exemplo as nossas tão tradicionais azeitonas curadas, o chucrute ou os pickles.
No caso destes, assim como do chucrute, são mantidos num líquido de conserva ácido e salgado, o que evita a contaminação por outras bactérias indesejadas que impediriam o seu consumo.
No processo industrial, cria-se uma salmoura já acidificada através da adição de vinagre e sal, que conserva os alimentos, mas não os torna probióticos.
A fermentação láctica, também chamada de fermentação selvagem, é activada pelas chamadas “bactérias boas” que que vão trabalhar durante a fermentação, ganhando-se assim as benéficas propriedades probióticas.

Isto é um resumo mesmo muito básico e leigo sobre um tema tão vasto e interessante, mas podem mergulhar na internet que encontrarão imensa informação.


A reter: depois de experimentarem, nunca mais vão parar de fazer. Cenouras, rabanetes, funcho, nabo, couve flor, cebolinhas... Há todo um mundo de vegetais para experimentar e combinações para aromatizar.

Depois de ter partilhado no Instagram uma das vezes em que fiz, foram tantos os pedidos de receitas, que aqui está ela - é rápida, é simples e o resultado conquista todos os que provam.
Juntem-lhe um paté e uma mesa de amigos e vão ver o sucesso que fazem!


   photo publicar_zpspacrfbwm.jpg 


Pickles fermentados de cenoura

1 frasco de vidro, com tampa de vidro
2 dentes de alho, esmagados
1 c. sopa de funcho fresco ou 1 c. chá funcho seco
Sementes de mostarda
Pimenta preta em grão

3 cenouras com casca, bem lavadas, cortadas em palitos

1 c. sopa sal
500 ml de água filtrada (sem cloro)



// preparação tradicional

É importante que todo o material usado na preparação esteja muito bem lavado, por isso comece por lavar e escaldar o frasco.
Misture a água com o sal, mexa para ajudar a dissolver e reserve.

Coloque os aromatizantes no frasco, depois as cenouras (com o frasco deitado fica mais fácil comprimi-las e preenchê-lo na totalidade) e por fim termine de encher com a água salgada, previamente misturada.
Feche e coloque à temperatura ambiente, num lugar fresco e sem luz solar direta, com uma taça por baixo, para apanhar algum líquido caso verta.
Deixe fermentar entre 5 a 7 dias (depende da temperatura da cozinha, deixe menos tempo se estiver calor), até que a formação de bolhas de gás pare.

Identifique com uma etiqueta a data de fermentação e consuma de imediato ou mantenha no frigorífico durante mais alguns meses, deixando que aroma continue a desenvolver-se (vão perdendo a cor).


Notas:

- É muito importante que todos os vegetais fiquem completamente submersos no líquido.
- Durante a fermentação vai produzir-se gás (serão visíveis as bolhinhas) e deve abrir o frasco devagar, para que o gás se solte lentamente.
- Caso verifique o aparecimento de bolor, não deve consumir, pois é sinal de que houve contaminação durante a fermentação.


Sem comentários:

Enviar um comentário