quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Dia da Espiga. Bolo de nêspera e coco


Inventam-se novos dias, celebra-se tudo o que acaba em nada... hoje dizem-me que calha a vez ao iogurte. Eu digo que se celebra o da Espiga.
Ainda se lembram?
  Photobucket

Na escola saíamos para o pinhal em bandos entusiasmados, à procura das espigas, papoilas, alecrim e malmequeres, cada um com os seus simbolismos, todos atados num ramo que guardava ali o pão, a alegria e a fartura. O ramo ficava pendurado algures pela casa até ao ano seguinte, protegendo os desejos colhidos ao sol dos campos, até que se renovassem no ano seguinte.
  Photobucket

Confesso que faz tempo que não colho o meu raminho da espiga, mas relembrá-lo deu-me vontade de sair mato fora para cheirar os perfumes desta Primavera solarenga. 
Depois do passeio, é hora do lanche!
  Photobucket

Bolo de nêspera e coco 

160 g de farinha p/ bolos 
80 g de farinha de trigo integral 
1 pitada de sal 
1 c. chá de fermento p/ bolos 
1 c. chá de bicarbonato de sódio 
100 g de nêsperas descaroçadas 
1 iogurte natural (120 g) 
180 g de açúcar amarelo 
30 g de coco ralado 
80 g de azeite 
3 ovos

_________________________________________ 

thermomix_bimby 

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga
 e polvilhe com farinha uma forma de coroa.
Coloque no copo as farinhas, o sal, o fermento
 e o bicarbonato e misture 5 seg/vel 5. Retire e reserve. Coloque no copo as nêsperas e pique 2 seg/vel 5.
Junte o o iogurte, o açúcar, o coco, o azeite e os ovos e bata 2 min/vel 6. 
De seguida adicione as farinhas reservadas e envolva 5 seg/vel 3. 
Verta a massa na forma e leve ao forno a 180ºC durante aprox. 35 minutos. Faça o teste do palito, que deve sair seco se espetado no centro da massa. 

tradicional 

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga 
e polvilhe com farinha uma forma de coroa. 
Triture as nêsperas e depois bata-as com o iogurte, os ovos, o açúcar e o coco ralado. 
Adicione o azeite em fio enquanto bate e depois vá peneirando as farinhas, o fermento, o bicarbonato e o sal. 
Verta a massa na forma e leve ao forno a 180ºC durante aprox. 35 minutos. Faça o teste do palito, que deve sair seco se espetado no centro da massa.
  Photobucket

15 comentários:

  1. Não conhecia os raminhos de espigas mas percebo o simbolismo, tão intrínseco das antigas celebrações pagãs.

    Nunca comi bolo de nêsperas. Isto hoje são só novidades :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei este bolinho e as fotos do campo...quase parece que consigo cheirar as flores. Feliz dia da espiga.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Coisas como o dia da espiga (ou o do iogurte;)) que eu desconhecia...
    Um beijo
    Babette

    ResponderEliminar
  4. Quase todos os anos apanhamos um raminho, eu e a minha mãe, ao sabor de um passeio no campo primaveril :)
    E que bolo bom, tem a tua cara :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Por cá é feriado municipal neste dia, e festejamos sempre, ficou lindo o teu bolo...bjs

    ResponderEliminar
  6. Que post delicioso... cheira a férias e a fim de semana. um beijo

    ResponderEliminar
  7. Foi na escola que tomei conhecimento deste dia, hoje ninguém deve falar . Que boa lembrança e que belo bolo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia o dia, mas o bolo ficou excelente.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Um bolo bem especial para um dia especial!

    Adorei a combinação única dos sabores. Deve ser uma delicia :)

    ResponderEliminar
  10. O bolinho vai já para a lista :)
    Já agora, convido-as a acompanhar um site feminino sobre vinhos e demais bebidas : https://www.facebook.com/pages/Copo-de-Salto-Alto/332846613432257 ou http://copodesaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Adoro o perfume dos campos, nesta altura do ano, fazia longas caminhadas....e como sabia bem no fim chegar a csa e ter um bolo desses à minha espera.;)

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Que engraçado, nunca tinha ouvido falar do dia da espiga até à uns dias atrás, e agora vejo também aqui contada essa tradição. :) O bolinho, deve ficar óptimo com as nêsperas. Ultimamente tenho-as experimentado em várias coisas - cobblers, papas de aveia, e ficam sempre bem. Falta experimentar num bolo. :) Beijinhos

    ResponderEliminar